Quem fala a verdade proclama a justiça

Quem fala a verdade proclama a justiça

contador de leitores online

Número de visitas, desde 14 de julho de 2011

Procure no BdR

domingo, 1 de outubro de 2017

Dinho muda salva-vidas de cargo. O salário é R$ 5.254,37

Todos sabem que sou oposição à administração Dinho.

Porém, não sou daquele tipo de político que fica apenas apontando erros pelas redes sociais e não debate cara a cara com o prefeito.

Ontem ocorreu uma audiência pública sobre a área da Saúde, na câmara municipal de Sabino.

Eu estive presente, acompanha do vereador oposicionista Bidu.
 
 
          Prefeito respondeu perguntas de Ruyzinho

Fiz quatro perguntas ao prefeito Dinho, que com muita atenção, educação e gentileza respondeu a todas:

1ª) Por qual razão falta tanto remédio no posto de saúde? Resposta do Dinho:- "A prefeitura já fez licitação e já comprou todos os remédios necessários. Se ocorre uma ou outra falta é devido à falta de matéria prima nos laboratórios que fabricam esses medicamentos.";

2ª) As fotos publicadas na última semana, por uma munícipe, no Facebook, que mostram o consultório odontológico do centro de saúde em condições precárias de higiene correspondem a verdade? Resposta do prefeito Dinho: Aquelas fotos não correspondem à verdadeira situação. Não é a prática de anos no centro de saúde utilizar-se de panos como babador, mas sim guardanapos de papel. E infelizmente naquele momento da foto o lixo de dentro do latão não havia sido recolhido. Porém, de uma forma geral o consultório sempre está limpo. Declarou ainda que processará a autora da publicação por difamar a administração municipal;

3ª) Por qual razão o senhor Rubinho Bordignon, excelente profissional da área do esporte, com um currículo de fazer inveja a qualquer profissional, está designado como gerente de saúde, recebendo dinheiro do orçamento da saúde, se ele realiza trabalho na área do esporte? Resposta do Dinho: O trabalho do Rubinho é um trabalho de prevenção na área da saúde. Trabalha com idosos e dessa forma faz um trabalho de saúde preventiva;

4ª) É verdade que a ambulância demorou mais de 30 minutos para chegar a praia no episódio do afogamento do menino Luis Gustavo? É verdade que a equipe de socorro não estava preparada para socorrer o menino? Resposta do Dinho: Essas questões serão investigadas administrativamente e serão tomadas providencias depois que se apurar o que realmente aconteceu.


Sabinenses, como oposição, eu e o Bidu participamos da audiência pública e questionamos o prefeito.

Lógico que não concordo com algumas de suas respostas. Porém, não iria ficar brigando e xingando o prefeito por dele discordar. Apenas anotei suas explicações, e quando o vereador Bidu receber na câmara municipal mais algumas explicações que ele requereu oficialmente ao prefeito, poderemos tomar algumas providências em relação a esses assuntos.
 
        Salva -Vidas foi mudado de cargo e teve salário aumentado

Por já, digo a vocês que o salva-vidas Marcelo Moreira foi designado (não sei quando) como controlador geral da administração sabinense ( aquela pessoa encarregada de fiscalizar o prefeito e não permitir que ele cometa nenhuma ilegalidade ou imoralidade).

O portal da transparência mostra que seu salário passou de R$ 2.500,00 (valor aproximado) para R$ 5.254,37. O aumento se dá a diferença do cargo que Marcelo Moreira Moreira ocupava para ao qual passou a ocupar.
 
 
                                   Clique na imagem para aumentá-la
 
Pagamento do mês de setembro do salva-vidas Marcelo Moreira
 

Existe alguma ilegalidade nisso? Além do fato de ser mais uma pessoa "de fora" em cargo de destaque na administração, não há, pelo menos aparentemente, ilegalidade alguma nessa nomeação.

Contudo tem um nó nessa questão que precisa ser desatado:

O menino faleceu na praia dia 12 de setembro. Na ocasião foi falado que o salva-vidas Marcelo Moreira não se encontrava no local por problemas de saúde. E por causa disso estava afastado. Em nenhum momento foi falado que ele estava respondendo em outro cargo. Porém, agora seu salário aparece de forma integral no portal da transparência, como se desde o primeiro dia de setembro ele estivesse trabalhando como controlador.

Consultei vereadores e funcionários, nenhum desses que consultei confirmou que sabia que na data do afogamento do garoto o salva vida Marcelo estava designado para outro cargo.

Não quero acreditar que a nomeação de Marcelo foi realizada depois do episódio, com data retroativa, para justificar sua ausência na praia na hora dos fatos.

Não quero acreditar nisso e nem vou acreditar nisso.

Liguei para o Marcelo Moreira e ele me explicou que está no cargo de controlador desde o dia 1º de setembro, ou seja, quando ocorreu a morte do menino ele já se encontrava afastado legalmente da praia por ato do prefeito.

Há muita coisa a ser explicada,

Na próxima terça feira o prefeito Dinho estará usando a tribuna livre da Câmara Municipal, segundo ele informou na audiência pública sobre saúde.

É uma oportunidade para ele dar explicações aos vereadores e a população sobre muitas questões relacionada à atual administração.

Eu estarei presente e acredito que a população deveria comparecer para  ouvir o prefeito, e até perguntar.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Prefeito Dinho proíbe a entrada de menores de 18 anos na Praia Municipal de Sabino



              Crianças e Adolescentes só poderão frequentar a Praia acompanhados de responsáveis.


 Na semana passada, exatamente na terça-feira, 12 de setembro, a população Sabinense foi atingida pela triste notícia da morte de um menino de 15 anos na Praia Municipal.

Após isso, em nosso município muito se comentou a respeito do caso. Falaram sobre a presença dos salva-vidas, da possível demora do socorro, da falta de equipamentos para socorro, e outras coisas mais.

No momento não tenho nada a comentar sobre esse assunto, a morte do garoto. Porém eu farei isso dentro de poucos dias. Estou apenas aguardando  me serem disponibilizadas algumas informações.

Todavia comentarei com vocês hoje um fato que está diretamente relacionado ao caso.

O Prefeito Dinho, após a morte  do menino Luis Gustavo, editou um decreto que  traz algumas regras para o uso da praia, dentre elas a proibição da entrada de menores de dezoito anos desacompanhados do responsável legal ou  de uma pessoa maior de idade.

                                (clique em cima da foto para aumentá-la)

                                         Decreto que proíbe a entrada de menores, desacompanhados,
                                                                         na Praia Municipal.
                                                    Também será proibido nadar das 12h às 13 horas.


     

Essa regra que, com todo respeito ao Dinho, eu chamo de absurda, deve ter sido tomada visando a segurança dos usuários. Mas, meu caro leitor, vocês não acham  a medida tomada pelo prefeito um pouco fora de foco?

Se na praia não existe segurança para banhista, devemos então promovê-la (arrumar segurança para os banhistas) e não proibir a juventude de frequentar o local desacompanhada de seus pais.

Seria a mesma coisa que o prefeito do Guarujá, do Rio de Janeiro, de Camburiu, ou de qualquer outra cidade praiana proibir o acesso de adolescentes ao banho de mar por razão de alguém ter morrido afogado. A solução desse problema, realmente não é por aí.

Vejamos agora: Se no mês que vem ocorrer um crime na praça ou no calçadão, em vez de iluminarmos o local, colocarmos câmeras, seguranças ou vigias, lutarmos por melhor policiamento, devemos simplesmente editar um decreto proibindo os menores de idade desacompanhados dos responsáveis de trafegarem pelo calçadão.

No meu entendimento o Dinho errou com esse decreto criando essa proibição na praia e deveria revê-lo para o bem de todos.

Noto que a administração municipal está muito mal avaliada pela população. Algumas vezes, para sermos honestos, injustamente. Mas, em outras as reclamações da população fazem total sentido e a principal que me falam é que o Dinho não está escutando o povo.

Sei das qualidades pessoais do Dinho e acredito que ainda poderá reverter essa fase de “ladeira abaixo” que caminha sua administração. Peço humildemente ao nosso prefeito que reveja essa proibição à entrada de menores na Praia Municipal.

Também não concordo que durante o horário do almoço a Praia seja fechada ou que seja proibido o banho nesse horário, entre as 12h e 13h.

Sugiro ao Dinho que se reúna mais com a população e juntos, com  a participação de todos, superemos os problemas de nosso município.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...